Consultoria


Nossos consultores são especialistas na implantação do Plano de Cargos e Salários.
Como estruturar um plano de cargos e salários baseado nas necessidades específicas do negócio e alinhado às demais atividades estratégicas de recursos humanos?

A implementação de um Plano de Cargos e Salários tem sucesso quando existe o alinhamento entre as demandas específicas do negócio e a estratégia de Recursos Humanos.

O Plano serve com um alicerce para a empresa, é a base de onde se desencadeiam outras práticas e processos de gestão de pessoas.

A partir de um plano a empresa possui uma definição de papéis organizacionais com as responsabilidades atribuídas a cada um, isto serve de input para o processo de recrutamento e seleção; para o processo de avaliação de desempenho, pois as responsabilidades e requisitos de um cargo são as informações necessárias para o desenvolvimento de uma metodologia de avaliação; e para a elaboração de uma matriz de capacitação, por exemplo, que identifica as demandas  de capacitação por meio dos conhecimentos necessários para que os profissionais executem suas atividades.

O sistema de remuneração de uma organização deixou de ser uma caixa preta e passou a ser uma ferramenta de gestão de pessoas, que se bem administrada traz benefícios para ambas as partes.

O programa de remuneração e benefícios é a principal estratégia para atrair e reter talentos?

A remuneração não é a principal, mas deve constar dentre as estratégias de retenção. Podemos observar, em pesquisas de mercado sobre este tema, que a remuneração aparece em 3º ou 4º lugar em ordem de importância dentre as estratégias de retenção. Já os benefícios e o clima organizacional têm aparecido mais em evidência, aparecendo nos primeiros lugares de importância como estratégias de retenção.   

PERGUNTAS FREQUENTES:

Quais são as fases de implantação do plano?

O Plano inicia com a estruturação e descrição dos cargos, após realização de uma pesquisa salarial direcionada e com base nos seus resultados se elabora uma matriz salarial.

O mais importante neste processo é a comunicação estabelecida entre a empresa e seus colaboradores, para não criar expectativas fantasiosas sobre os motivos pelos quais a empresa decidiu elaborar um Plano de Cargos e Salários. Mesmo com um bom processo de comunicação é muito comum que as pessoas gerem a expectativa de ganhar um aumento salarial, ou acharem que serão demitidas com a implantação do Plano.

Quais são as vantagens de um plano de remuneração por mérito?

O grande benefício da remuneração por mérito é o reconhecimento da produtividade individual, ou seja, a constatação de que as pessoas possuem rendimentos diferentes. Claro que existem uma série de fatores que impulsionam ou retraem o rendimento individual, que deve ser gerenciada nas organizações, mas tanto o empregador como o colaborador tem sua parcela de responsabilidade neste processo. Na remuneração por mérito acabam se destacando as pessoas que realmente buscam um diferencial e que apostam junto com a empresa em melhores resultados.

No que consiste as políticas de cargos e salários das organizações?

A política deixa clara a forma como a organização entende e administra os cargos e salários de seus colaboradores e define critérios e regras de participação no Plano. Normalmente as políticas são definidas com a elaboração de um plano e os parâmetros definidos ficam registrados neste documento, devendo ser divulgados para todos os colaboradores.

Consulte-nos:  consultoria@rhseller.com.br